segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Em assembleia, concursados decidem apoiar candidatura de Edmilson Rodrigues à Prefeitura de Belém

A Associação dos Concursados do Pará realizou, na tarde do último sábado (15), no auditório do Sintsep-Pa, a sua terceira assembleia geral deste ano. A reunião foi dirigida por José Emílio Almeida e Benedito Tavares Barros.
Participaram, dezenas de concursados, representando milhares de aprovados em concursos públicos promovidos por órgãos das administrações públicas municipais e estadual.
A reunião durou cerca de duas horas e, ao final, os concursados decidiram à unanimidade apoiar a candidatura de Edmilson Rodrigues à Prefeitura de Belém, realizando um grande bandeiraço, além de promover duas manifestações de protesto para cobrar as nomeações e posses dos aprovados nos concursos da Secretaria Municipal de Educação de Belém (SEMEC) e do BANPARÁ, realizado em 2014.
Ao defender o apoio da Asconpa à candidatura de Edmilson Rodrigues, o presidente da Asconpa, José Emílio Almeida, primeiramente, lamentou a presença de partidos como o PMDB, do presidente Michel Temer que, através da PEC 241 ataca de morte diversos direitos, entre os quais a Saúde e a Educação, conquistas históricas da classe trabalhadora. O PMDB é um dos partidos com envolvimento comprovado nos grandes esquemas de corrupção, alvos de operações da Polícia Federal. Emílio também citou partidos como PDT, PV, PCdoB e Rede, amplamente conhecidos como oportunistas e presentes em alianças com outros partidos corruptos, como PT, PSDB e DEM.
Apesar disto, Emílio enfatizou a importância do voto crítico em Edmilson Rodrigues com a finalidade de levar à derrota o atual prefeito Zenaldo Coutinho, cuja administração se notabiliza pela ineficiência e ausência de ações que beneficiem diretamente a população.
Para o presidente da Asconpa, Edmilson Rodrigues, que já governou Belém por oito anos, demonstrou que sabe governar e dialogar com a população. "Zenaldo, no entanto, trata a população e os servidores públicos com descaso e, desde que assumiu o mandato, em 2013, tem impedido o ingresso na Prefeitura, de pessoas aprovadas em concursos públicos realizados antes dele assumir.
Ainda para Emílio, "Zenaldo, além de defender projeto privatista, é cínico, mentiroso e debochado e, por isso, não merece os votos de pessoas honestas e trabalhadoras".
Um Termo de Compromisso para que, caso eleito, realize concursos públicos e garanta a imediata nomeação e posse de todos os aprovados, foi elaborado e será levado à Edmilson para que assine publicamente.
Os concursados também decidiram participar da luta nacional contra a aprovação da PEC 241.
As manifestações, bem como o bandeiraço e a assinatura do Termo de Compromisso com os concursados, terão as datas e horários divulgados nesta terça-feira, dia 18 de outubro.

Um comentário:

Elvis Sa disse...

Fora zenaldo dos s de soberba,safadeza e sujeira.