domingo, 22 de fevereiro de 2015

Concursados farão manifestação em Belém, Ananindeua e Vigia de Nazaré

A Asconpa realizou na tarde deste sábado (21), no auditório do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (SINTSEP-PA), a Segunda Assembleia Geral dos Concursados, com o objetivo de organizar o movimento dos concursados para aprovar nova agenda de luta por nomeações.
Participaram da reunião cerca de 100 concursados, representando 1.700 pessoas, aprovadas em concursos públicos promovidos por diversos órgãos das administrações públicas municipais, estadual e federal, que há mais de dois anos aguardam convocação.
Ao final da assembleia, os concursados decidiram realizar três manifestações para cobrar as nomeações dos aprovados em Belém, Ananindeua e Vigia.
Já nesta terça-feira, dia 24 de fevereiro, às 9 horas da manhã, os aprovados no Concurso Público 001/2012, promovido pela Câmara Municipal de Ananindeua, participarão da sessão de abertura do período legislativo da CMA.
Lá, o MPE tem também tentado intervir, mas a vereadora que preside a Câmara tem feito o que pode para impedir que os aprovados no concurso.
Na quinta-feira, dia 26 de fevereiro, os aprovados nos concursos públicos promovidos pela Prefeitura de Belém realizam uma passeata para denunciar a demora nas nomeações em certames promovidos em 2011 e 2012.
A concentração da passeata será às 9 horas da manhã, no Centro Arquitetônico de Nazaré (CAN), em frente a Basílica.
Somente na Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), cerca de 600 concursados esperam há três anos por nomeações. Entre os aprovados estão professores e pedagogos, assistentes administrativos, etc.
Além da SEMEC, existem concursados a espera de chamada na Câmara Municipal de Belém, SEMOB, SEMEC, SECON, SESAN, Escola Bosque, FUNPAPA, SEMMA e SEMAD. Da administração pública estadual, existem pendencia de nomeações na CDP, FAPESPA e SEDUC (Educação Especial).
Em Vigia de Nazaré, onde o prefeito Mauro Alexandre pediu a anulação do concurso, por divergência política os concursados farão uma grande manifestação no próximo dia 3 de março, às 9 horas da manhã.

9 comentários:

Margarida Queiroz disse...

Eu Margarida Queiroz participei do concurso da semec estou no cadastro reserva p/ servisos gerais este ano completo 60 anos sera que eu não tenho meus direitos . Como faço p/ ser seguidora do blog meu endereço é queirozmargarida@hotmail.com

Sabrina Kelly disse...

Por favor quero uma informação sobre a Sesma.

Anônimo disse...

ATENÇÃO GOVERNADOR OS SERVIDORES DO CARLOS GOMES QUEREM O MESMO DIREITO DADO A UEPA.

Em 2013,O Instituto Estadual Carlos Gomes, mantido pela Fundação Carlos Gomes, foi autorizado a ofertar os Cursos de Bacharelado em Música de forma independente, OU SEJA,transformou-se em UNIVERSIDADE DE MUSICA DO PARÁ. Com isso os SERVIDORES DA FUNDAÇÃO querem receber do governo estadual a MESMA GRATIFICAÇÃO UNIVERSITÁRIA DE 30% QUE É PAGA a todos os servidores da UEPA.

ASSIM TODOS OS SERVIDORES DO CORPO ADMINISTRATIVO E DOCENTES RECEBERIAM A GRATIFICAÇÃO.

Por isso senhor governador do ESTADO do PARÁ Simão Robison Oliveira Jatene, nada mais justo do que pagar
aos servidores da FUNDAÇÃO CARLOS GOMES A GRATIFICAÇÃO DE 30% pela dedicação que também os servidores tem pelo ensino superior de música do Pará, sendo agora independente da UEPA.

Anônimo disse...

VER A MATÉRIA NO SITE:http://congressoemfoco.uol.com.br/opiniao/colunistas/stj-e-stf-reafirmam-direitos-dos-concursados-a-nomeacao/

AUTOR: José Wilson Granjeiro

STJ e STF reafirmam direitos dos concursados à nomeação
“Se a administração pública estiver empregando alguém mediante contrato temporário ou terceirizado para o cargo que deveria ser seu, não vacile: acione a Justiça”

...

Caso perceba que as nomeações não estão ocorrendo porque o órgão público ou entidade pública, qualquer que seja, está empregando alguém mediante contrato temporário ou terceirizado para o cargo que deveria ser seu, não vacile: acione a Justiça. Com base na decisão do STJ, você pode reivindicar o direito líquido e certo à nomeação.

Isso pode ser feito de várias formas. A primeira delas é entrar com recurso administrativo, requerendo a nomeação. Não é preciso nem contratar advogado para isso. No requerimento, o candidato deve argumentar que tem direito à vaga, demonstrando que está havendo contratação irregular, nos termos da decisão do STJ, que, aliás, deve ser anexada ao recurso. O órgão terá, então, trinta dias para decidir. Se o pedido for indeferido, o candidato deve contratar um advogado para exigir na Justiça a nomeação. A par disso, você também deve denunciar o caso ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas. Essa medida certamente será muito importante para garantir o direito que lhe está sendo negado pela Administração.

... Vale lembrar que já havia jurisprudência no sentido de que a aprovação dentro do número de vagas confere ao aprovado direito líquido e certo à nomeação, e não apenas expectativa de direito, entendimento anterior dos tribunais do País.

Agora, o quadro é bem diferente. Não interessa se o candidato comprova que foi aprovado dentro do número de vagas ou para cadastro de reserva; não importa nem mesmo que o prazo do concurso em que ele logrou êxito tenha expirado. O quadro é favorável ao concurseiro, desde que ele demonstre ter havido, no prazo de validade do concurso, contratações temporárias ou nomeação de terceirizados para funções que seriam desempenhadas pelos novos servidores.

...

Anônimo disse...

kkkk.. até parece que a justiça funciona.. pelo menos aqui no Pará não.. são tudo farinha do mesmo saco..

Anônimo disse...

E tem contratado há mais de 8 anos na UMS curió. Lilian Souza Reis, q se diz peixe do vereador Orlando Reis, e q não vai sair nunca.Politicagem da grossa. E com consentimento de secretário de saúde. A midia não enxerga essas coisas.

Anônimo disse...

Como esses concursados serão nomeados se esse próprio vereador tem os peixes dele contratado na UMS curió há mais de 8 anos Lilian Souza Reis. Política suja, tirando os direitos dos concursados.

Anônimo disse...

DENÚNCIA!!!!
CONTRATAÇÃO DE TEMPORÁRIOS NA PMA - PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA.

CONFORME DIÁRIO OFICIAL DA PMA. NO DIA 30/03/2015 DIÁRIO OFICIAL Nº 2142, CONTRATARAM 26 TEMPORÁRIOS PARA OS CARGOS DE TÉCNICO MUNICIPAL, SENDO QUE TEM CONCURSADO AGUARDANDO POR NOMEAÇÕES DO CONCURSO CAP.2012.001/01.PMA PARA O MESMO CARGO. ISSO NÃO PODE ACONTECER. ASCONPA PRECISA FICAR MAIS ATENTO. ESTÃO TIRANDO NOSSAS VAGAS. TODOS OS CONCURSADOS DEVEM IR PARA AS RUAS PARA PROTESTAR. O QUE A ASCONPA DIZ A RESPEITO DISSO? VAMOS LUTAR PELOS NOSSOS DIREITOS, AS VAGAS FORAM OFERTADAS, NÃO SÃO CADASTRO DE RESERVA. VAMOS A LUTA.

Anônimo disse...

Sobre os Concurso da Prefeitura Municipal de Ananindeua CAP 2012.001.PMA, no Diário Oficial de Ananindeua nº 2142 dia 30 de março contrataram 26 temporários para o cargo de técnico municipal e nos dias 07 e 09 de abril também. Sendo que têm concursados no aguardo de convocação. Isso vai ficar por isso mesmo?